Arquivo da categoria: Mônica d’Almeida

O silenciar dos sinos

A perplexidade tomou conta da comunidade católica carmelita da Bela Vista em São Paulo.

Os sinos da Basílica de Nossa Senhora do Carmo foram silenciados. Calou-se o símbolo da Boa-Nova. O som que prenuncia a memória do Santíssimo Sacramento no bairro, há mais de 70 anos, foi sumariamente interditado em menos de três meses.

Quando nós, católicos, estamos diante de uma situação difícil, nós nos perguntamos como Jesus agiria nesse momento. Ao que Ele nos responde: “Perdoai-lhes, eles não sabem o que fazem”.

As badaladas recordam aos cristãos o nascimento e a ressurreição de Cristo, a vida eterna, revelada pelo sacrifício do Salvador.

O soar dos sinos é uma alegria, faz parte da celebração da vida!

É Natal! Vamos todos nos confraternizar ao redor do anúncio da chegada do Menino Jesus:

Bate o sino pequenino, sino de Belém

Gingle bells, gingle bells, gingle all the way…

Ao soar o sino, sino pequenino,

Vem o Deus-Menino nos abençoar…

 

Mônica d’Almeida