A ti

Sou
sentimento
sob
pressão
a cada centímetro,
sentimento
que
represado
ascende em
ebulição,
sentimento
que
busca,
incessante,
por
sangrias
que
lhe permitam
cruzar
o
firmamento,
tal qual
jatos
que
sangram
em busca do
infinito
 
Sou
emoção
que sangra
pela
pena,
que
gera
comoção
a amantes

a amados,
que por
hora encontram-se
apartados
por
grandes distâncias
ou
pequenas
 
Que
comova
a todos,
não me importo,
já que
padecem de
similar
enfermidade,
contudo,
escrevo
a ti
minhas verdades,
pois é
por
ti
que
as sinto.
 
Hoje
um
pombo correio,
como num sonho
sem começo
e
sem fim,
cruzou meu caminho
levando,
com a velocidade
de um raio,
uma atadura
de coração
ferido,
tentei questioná-lo
por qual rumo
seguiria
para que
a ti
entregasse
minha
alegria,
mas meu
ensaio
foi em
vão.
 
Não entenda
minha
distância
como
um não,
pois
por ti,
exalo SIM
em
cada poro,
em
cada olhar,
em
cada lágrima
em
cada sorriso,
em
cada altar.
 
Eduardo Candido Gomes
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s