Meu Amor

De verso em verso

meu caminho

se amplia

em arco-íris

de um querer eterno

de um sentido

de saudade aflita

saudade de você.

 
Quimera,

doce romance

de garoa sobre a cidade,

utopia, ansiedade,

no abraço que nosso amor

pode,

certeza, viver, luz que mostra

todo o nosso vigor.

 
Meu peito te recebe como o mar

de um céu que cai de ebriedade, música, ternura e ansiedade.

 

Eduardo Candido Gomes

 

* Poema extraído da obra Andante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s